top of page

Transição de carreira: Passo 6 – Formação e dinheiro

Atualizado: 21 de mai. de 2023

Ao chegar a este passo, você já definiu o que é mais importante e esses dois assuntos merecem uma atenção especial.


Quando se trata de sua formação e educação para a nova carreira, é crucial ter em mente que várias outras pessoas já estão fazendo o que você deseja fazer.


Às vezes, as pessoas têm a ilusão de que, só porque o chamado vem do fundo da alma e estão seguindo seu "propósito", as portas do mundo se abrirão facilmente. Mas cuidado com essa suposição equivocada.


Você terá que enfrentar as dores de um começo de carreira, desafiando-se a se destacar e a se tornar esse novo profissional de corpo e alma.


Para isso, uma formação sólida e uma base sólida são fundamentais. Isso significa escolher cursos e professores que o desafiem. Se for fácil demais, desconfie. Pode até ajudar, mas se for fácil demais, as pessoas podem não reconhecê-lo, e muitos outros concorrentes na nova carreira também podem ter feito o mesmo.


Outro alerta: não confie demais em ter feito a formação com "Fulano de Tal". Quando você apresentar essa formação com esse "fulano", seu cliente pode se interessar por procurar o próprio "fulano". Sugiro que você dê preferência às instituições, aprenda e ofereça o aprendizado aos seus clientes.


Quanto ao dinheiro, é importante ter uma reserva financeira para sua transição de carreira, e muitas pessoas perguntam: "Por quanto tempo essa reserva deve durar?"


Devo dizer que não há uma regra fixa por uma razão muito objetiva: algumas pessoas vão manter a carreira como meio período para sempre, ou já têm clientes suficientes para se sustentar na nova carreira. Nesse caso, o nível de reserva é mínimo ou até mesmo nulo.


Algumas carreiras são incompatíveis uma com a outra, então leve isso em consideração. É fundamental que você se prepare. Você terá uma boa referência quando começar a atuar simultaneamente nas duas carreiras.


Como vimos no passo 5, é importante ter um período em que você atue nas duas carreiras ao mesmo tempo. Assim, você terá uma noção precisa de quanto dinheiro pode realmente ganhar na nova carreira e, assim, calcular o tamanho de sua reserva financeira.


Também é importante alinhar-se com sua família, caso seja casado, em relação ao investimento que pretende fazer nessa transição. Se o nível de investimento for alto e afetar o bem-estar deles, é importante que eles estejam cientes disso. Essa conversa pode não ser fácil e, por isso, uma boa preparação emocional é fundamental.


Mas é totalmente possível se preparar financeiramente e educacionalmente.


Assista ao vídeo no YouTube para saber mais: https://youtu.be/4bBiv-a9q34


Está gostando até agora?


No próximo texto, teremos mais informações.


Até lá,


Heitor G. Fagundes

Terapeuta



4 visualizações0 comentário
bottom of page